Desmistificando o Transtorno Bipolar – 1º GAPB de 2016

 

TB.png

Estamos iniciando oficialmente as atividades do GAPB de 2016! Então, com grande satisfação divulgamos a nossa primeira atividade do ano.

Tema: Desmistificando o Transtorno Bipolar com a psiquiatra Miréia Sulzbach – doutora em Psiquiatria e Ciências do Comportamento (UFRGS) e pesquisadora do Laboratório de Psiquiatria Molecular do HCPA. 

Quando? 24/05, às 19H

Onde? Sala 160, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (Rua Ramiro Barcelos, 2350).

Quanto? a palestra é gratuita;

Como? Basta chegar 15 min antes das 19h, apresentar-se na recepção central do hospital (em frente ao Banco do Brasil) e pedir para ser direcionado para a reunião do GAPB – na sala 160.
Atenção: Não é necessário inscrição e não fornecemos certificado.

Contato: 51 3359-8846, e e-mail contatogapb@gmail.com
Mais dúvidas no site: https://gapb.wordpress.com
Nos vemos lá!!

GAPB de 23 de julho terá três palestras

exercise

A reunião do Grupo de Apoio aos Pacientes com Transtorno Bipolar (GAPB) do mês de julho (23) terá três abordagens distintas. A psicóloga Luciana Boher Zanella, a educadora física Caroline Pereira e as médicas Juliana Sartori e Marina Londero ministrarão os temas: “Transtorno Bipolar e Abordagem Multidisciplinar: Psicoeducação”, “Transtorno Bipolar X Risco Cardiovascular X Prática de Exercício Físico” e “Avanços Científicos na Área de THB e Risco Cardiovacular”. O grupo é vinculado ao Programa de Atendimento do Transtorno do Humor Bipolar (Protahbi) e também ao Laboratório de Psiquiatria Molecular do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA).

De acordo com a psicóloga Luciana, a psicoterapia pode ajudar pacientes com Transtorno do Humor Bipolar (THB). “Pode ser útil para o desenvolvimento de estratégias necessárias para o manejo de estressores e de sintomas, melhorando a adesão ao tratamento e o prognóstico”, explica. Ainda, a psicoeducação no THB visa ensinar o paciente sobre sua doença e tratamentos, objetivando também a identificação precoce dos sintomas. “É uma intervenção eficaz e de baixo custo, capaz de reduzir as taxas de recaída e reinternações. A premissa é de que se o paciente entender seu transtorno e seu tratamento, a chance de que aceite e utilize as recomendações do terapeuta aumenta consideravelmente”, comenta Luciana.

Segundo a educadora física Caroline, pessoas com THB podem apresentar inúmeras comorbidades associadas. “Alertar para os riscos do surgimento destas doenças e como podemos preveni-las é extremamente importante para melhorar a qualidade de vida destas pessoas”, enfatiza. Além disso, os prejuízos físicos e sociais decorrentes destas comorbidades e a prática regular de exercícios físicos podem contribuir na prevenção e no tratamento destas doenças, melhorando a qualidade de vida. “Isso evidencia a importância de um trabalho multidisciplinar, onde se possa atender as diferentes demandas”, explica Caroline.

heart-disease-risk-factors-women-men-04-pg-full

Serviço:

O quê? Reunião do Grupo de Apoio a Pacientes com Transtorno Bipolar (GAPB), temas:
– “Transtorno Bipolar e Abordagem Multidisciplinar: Psicoeducação” com a Psicóloga Luciana Boher Zanella;
– “Transtorno Bipolar X Risco Cardiovascular X Prática de Exercício Físico”, com a educadora física Caroline Pereira;
– “Avanços Científicos na Área de THB e Risco Cardiovacular”, com as médicas Juliana Sartori e Marina Londero;
Quando? Dia 23 de julho, terça-feira, às 19h.
Onde? Sala 160, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (Rua Ramiro Barcelos, 2350).
Quanto? a palestra é gratuita;
Como? Basta chegar 15 min antes das 19h, apresentar-se na recepção central do hospital (em frente ao Banco do Brasil) e pedir para ser direcionado para a reunião do GAPB – na sala 160.
Atenção: Não é necessário inscrição e não fornecemos certificado.
Contato: 51 3359-8846, e e-mail contatogapb@gmail.com

Transtorno do Humor Bipolar na infância e adolescência

Nesta terça-feira, dia 21 de agosto, o Grupo de Apoio aos Pacientes com Transtorno Bipolar (GAPB) realiza palestra gratuita sobre “Transtorno Bipolar na infância e adolescência”. O grupo é vinculado ao Programa de Atendimento do THB (Protahbi) e também ao Laboratório de Psiquiatria Molecular do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) e da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

De acordo com o psiquiatra e doutor em Psiquiatria do PPG Psiquiatria UFRGS, Cristian Zeni, o transtorno bipolar afeta o desenvolvimento e o crescimento emocional dos pacientes.  “O transtorno bipolar está muitas vezes associados a dificuldades escolares, comportamento incomum. É importante que os pais desta criança ou adolescente sejam orientados a procurar ajuda junto a especialistas, que podem diagnosticar e tratar o quanto antes”, afirma.

Serviço:
O quê? Reunião do Grupo de Apoio a Pacientes com Transtorno Bipolar (GAPB), tema “Transtorno Bipolar na infância e adolescência”, com o psiquiatra e Doutor em Psiquiatria do PPG Psiquiatria UFRGS, Cristian Zeni.
Quando? Dia 21 de agosto, terça-feira, às 19h.
Onde? Sala 160, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (Rua Ramiro Barcelos, 2350).
Quanto? a palestra é gratuita
Como? Basta chegar 15 min antes das 19h, apresentar-se na recepção central do hospital (em frente ao Banco do Brasil) e pedir para ser direcionado para a reunião do GAPB – na sala 160.
Atenção: Não é necessário inscrição e não fornecemos certificado.
Contato: 51 3359-8846, e e-mail contatogapb@gmail.com

Transtorno Bipolar: o que a ciência tem para nos mostrar?

Os diversos resultados de pesquisas e a importância dos projetos científicos realizados pelos pesquisadores do Laboratório de Psiquiatria Molecular são o tema da próxima reunião do Grupo de Apoio aos Pacientes com Transtorno do Humor Bipolar (GAPB) na terça-feira, dia 19 de junho, intitulada “Transtorno do Humor Bipolar: o que a ciência tem para nos mostrar?”. Este grupo é vinculado ao Programa de Atendimento do Transtorno de Humor Bipolar (Protahbi) e também ao Laboratório de Psiquiatria Molecular do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) e da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Segundo o psiquiatra Leonardo Sodré é importante a criação de uma cultura científica na sociedade brasileira. “Para que isso aconteça, enquanto pesquisadores, é nossa obrigação divulgar para a comunidade o conhecimento científico alcançado a partir das pesquisas realizadas”.

Os pesquisadores do Laboratório de Psiquiatria Molecular já entrevistaram centenas de pacientes do Protahbi durante a realização dos projetos científicos ao longo dos últimos dez anos. “É um retorno para os pacientes sobre o que acontece depois das entrevistas, enfatizaremos que aquele tempo despendido para a resposta de um questionário, por exemplo, é bem empregado. Mostraremos como este ato é importante para nós e para a sociedade como um todo”, explica.


Serviço: 

O quê? Reunião do Grupo de Apoio a Pacientes com Transtorno Bipolar (GAPB), tema “Transtorno de Humor Bipolar: o que a ciência tem para nos mostrar?”, com o psiquiatra Leonardo Sodré.
Quando? Dia 19 de junho, terça-feira, às 19h.
Onde? Sala 160, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (Rua Ramiro Barcelos, 2350).
Quanto? a palestra é gratuita
Como? Basta chegar 15 min antes das 19h, apresentar-se na recepção central do hospital (em frente ao Banco do Brasil) e pedir para ser direcionado para a reunião do GAPB – na sala 160.
Atenção: Não é necessário inscrição e não fornecemos certificado.
Contato: 51 3359-8846, e e-mail contatogapb@gmail.com

Medicamentos e obesidade no tratamento do Transtorno Bipolar

O ganho de peso associado ao uso de medicamentos no tratamento de doenças psiquiátricas será o tema da reunião-palestra de abril do Grupo de Apoio aos Pacientes com Transtorno do Humor Bipolar (GAPB). O encontro será realizado na terça-feira, dia 24 de abril, no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA).

Segundo dados do grupo de estudos da Psiquiatria Molecular do HCPA, estima-se que a prevalência da obesidade em pacientes psiquiátricos tratados farmacologicamente seja de duas a cinco vezes maior do que na população em geral. De acordo com a nutricionista e mestranda em Ciências Médicas: Psiquiatria (UFRGS), Juliana Andrade, uma das possíveis causas é a de que a medicação usada para o tratamento da depressão pode levar ao ganho de peso. “Este fator frequentemente contribui para a não adesão do tratamento psiquiátrico. A interrupção pode culminar em uma recaída e novas internações”, explica.

Acompanhe abaixo uma entrevista realizada com a nutricionista Juliana Andrade:

GAPB – Quais são os principais problemas de saúde que uma pessoa obesa pode enfrentar?

Juliana – A obesidade é um importante problema de saúde pública e está associada a várias doenças como a Hipertensão Arterial, Diabetes Mellitus, Dislipidemia (aumento do colesterol e triglicérides no sangue), risco de Doenças Cardíacas, associados com um aumento de mortalidade.


Juliana – 
Sim, pode, pois a maioria dos medicamentos psiquiátricos são conhecidos por gerar ganho de peso, podendo levar à obesidade em alguns pacientes. Este fator frequentemente contribui para a não adesão ao tratamento psiquiátrico e esta interrupção pode culminar em uma recaída e novas internações.GAPB – E uma pessoa com um transtorno psiquiátrico pode ganhar peso mais facilmente do que as outras pessoas?

GAPB – Existem recomendações que poderiam ser seguidas para amenizar o efeito do aumento de peso?

Juliana – Sim, os pacientes devem ser instruídos sobre o ganho de peso como um efeito adverso das medicações psiquiátricas. Devem ser orientados ao monitoramento do seu peso corporal, como um padrão de cuidados, assim como realizar exames de sangue e verificação dos sinais vitais para garantia da detecção precoce. Esta intervenção é a chave para prevenir significativamente o ganho ponderal e os fatores associados.

Outras formas de amenizar o efeito é atentar para a importância da modificação do estilo de vida e dos padrões comportamentais (tabagismo, inatividade física, hábitos alimentares), para reduzir o peso corporal, influenciando positivamente no tratamento medicamentoso.

—————

Serviço:
O quê? Reunião do Grupo de Apoio a Pacientes com Transtorno Bipolar (GAPB), tema “Cuidados com alimentação no transtorno bipolar”, com a nutricionista e mestranda em Ciências Médicas: Psiquiatria (UFRGS), Juliana Andrade
Quando? Dia 24 de abril, terça-feira, às 19h.
Onde? Sala 160, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (Rua Ramiro Barcelos, 2350).
Quanto? a palestra é gratuita
Como? Basta chegar 15 min antes das 19h, apresentar-se na recepção central do hospital (em frente ao Banco do Brasil) e pedir para ser direcionado para a reunião do GAPB – na sala 160.
Atenção: Não é necessário inscrição e não fornecemos certificado.

Contato: 51 3359-8846, e e-mail contatogapb@gmail.com 

GAPB 2012: informação, prevenção e tratamento na primeira reunião do ano

A primeira reunião-palestra de 2012 do Grupo de Apoio aos Pacientes com Transtorno do Humor Bipolar (GAPB) será realizada amanhã, dia 20 de março, no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. O encontro marca o início das atividades do grupo para o ano.

O psiquiatra Leonardo Sodré abordará o tema “Vivendo e Convivendo com o Transtorno do Humor Bipolar”. Segundo ele, a falta de informação sobre o funcionamento da doença cria estigmas e prejudica o controle de sua evolução. “A ideia de realizar atividades de apoio é agir neste fator, desfazendo preconceitos, que são inibidores para o tratamento”, acrescenta.

O quê? Reunião do Grupo de Apoio a Pacientes com Transtorno Bipolar (GAPB), tema “Vivendo e Convivendo com Transtorno de Humor Bipolar”, com o psiquiatra Leonardo Sodré.
Quando? Dia 20 de março, terça-feira, às 19h.
Onde? Sala 160, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (Rua Ramiro Barcelos, 2350).
Quanto? a palestra é gratuita
Como? Basta chegar 15 min antes das 19h, apresentar-se na recepção central do hospital (em frente ao Banco do Brasil) e pedir para ser direcionado para a reunião do GAPB – na sala 160.
Atenção: Não é necessário inscrição e não fornecemos certificado.
Contato: 51 3359-8846, blog https://gapb.wordpress.com/

GAPB inicia 2012

A primeira reunião-palestra do Grupo de Apoio aos Pacientes com Transtorno Bipolar de 2012 já está marcada. Será na próxima terça-feira, dia 20 de março, às 19h, na sala 160 do Hospital de Clínicas. Confira:

O quê? Reunião do Grupo de Apoio a Pacientes com Transtorno Bipolar (GAPB), tema “Vivendo e Convivendo com Transtorno de Humor Bipolar”, com o psiquiatra Leonardo Sodré.
Quando? Dia 20 de março, terça-feira, às 19h.
Onde? Sala 160, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (Rua Ramiro Barcelos, 2350).
Quanto? a palestra é gratuita,
Como? Basta chegar 15 min antes das 19h, apresentar-se na recepção central do hospital (em frente ao Banco do Brasil) e pedir para ser direcionado para a reunião do GAPB – na sala 160. ?
Atenção: Não é necessário inscrição e não fornecemos certificado.
Contato: 51 3359-8846, blog https://gapb.wordpress.com/

Estigma e preconceitos no Transtorno Bipolar

O tema “Estigma e preconceitos no Transtorno do Humor Bipolar” é o mote da última reunião do Grupo de Apoio aos Pacientes com Transtorno Bipolar (GAPB) de 2011. A reunião-palestra será na terça-feira, dia 20 de dezembro, vinculada ao Protahbi, do Hospital de Clínicas de Porto Alegre.

De acordo com a palestrante, a psiquiatra Clarissa Gama, professora do Programa de Pós-Graduação em Psiquiatria da UFRGS, o assunto é de suma importância para o tratamento. “Preconceito se acaba com informação. Por isto a busca de esclarecimentos é a chave para lidar com ele”. Segundo ela, este estigma faz com que os portadores sejam excluídos do dia-a-dia da sociedade. “A ideia é procurar oferecer informação à população, prevenindo que se criem interpretações errôneas sobre o diagnóstico e estimulando a busca de um tratamento adequado o mais cedo possível”, comenta.

 

Serviço:
O quê?
 Reunião do Grupo de Apoio a Pacientes com Transtorno Bipolar (GAPB), tema “Estigmas e preconceitos no Transtorno de Humor Bipolar” (Profa Clarissa Gama, psiquiatra e professora do PPG-Psiquiatria UFRGS)
Quando? Dia 20 de dezembro, terça-feira, às 19h
Onde? Sala 160, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (Rua Ramiro Barcelos, 2350)
Quanto? a palestra é gratuita.
Contato: 51 3359-8846, blog https://gapb.wordpress.com/

 

Genética no Transtorno Bipolar

A relação entre a genética e o Transtorno de Humor Bipolar será o tema do próximo encontro do Grupo de Apoio de Pacientes de Humor Bipolar (GAPB), no dia 18 de outubro, às 19h. O grupo realiza palestras mensais gratuitas e é vinculado ao Programa de Atendimento do Transtorno de Humor Bipolar (Protahbi), do Hospital de Clínicas de Porto Alegre.

“A chance de uma pessoa portar Transtorno de Humor Bipolar aumenta de 20% a 50% se os pais já possuírem o diagnóstico”, explica o residente em Psiquiatria, Leonardo Silveira, palestrante que abordará o papel da genética. Segundo ele, independente desta relevância, cada caso deve ser analisado individualmente pelo médico para que se possa encaminhar um tratamento.

Serviço:
O quê? 
Reunião do Grupo de Apoio a Pacientes com Transtorno Bipolar (GAPB), tema “Genética no Transtorno de Humor Bipolar”.
Quando? Dia 18 de outubro, terça-feira, às 19h.
Onde? Sala 160, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (Rua Ramiro Barcelos, 2350).
Quanto? a palestra é gratuita e não é necessário inscrição.
Contato: (51) 3359-8846, blog https://gapb.wordpress.com/.

Próximo encontro do GAPB aborda a psicoterapia no Transtorno Bipolar

“Psicoterapia” é o tema do encontro do mês de setembro (13) do Grupo de Apoio aos Pacientes com Transtorno de Humor Bipolar (GAPB), vinculado ao Programa de Atendimento do Transtorno de Humor Bipolar (Protahbi), do Hospital de Clínicas de Porto Alegre.

A palestra da psicóloga Débora Finkler, “Contribuições da Psicoterapia no Tratamento do Transtorno de Humor Bipolar”, será importante para discutir e divulgar este tratamento aos pacientes com THB, uma vez que ele é capaz de reduzir as recorrências em até 40%.

Para ela, a psicoterapia é efetiva na melhora do relacionamento interpessoal, seja familiar ou social, além de ampliar a adesão ao tratamento farmacológico, fundamental no Transtorno Bipolar.

Psicoterapia e tratamento

Segundo Débora, serão apresentadas diferentes abordagens psicoterápicas para o tratamento do transtorno, como a discussão de objetivos e resultados, com base nas pesquisas na área.

“Existem muitos tipos de terapia disponibilizados para os mais variados problemas, de acordo com a preferência de cada pessoa. É importante conhecer não só as referências do profissional, mas também as alternativas de tratamento”, explica Débora.

Serviço:
O quê? Reunião do Grupo de Apoio a Pacientes com Transtorno Bipolar (GAPB), tema “Contribuições da Psicoterapia no Tratamento do Transtorno de Humor Bipolar”.
Quando? Dia 13 de setembro, terça-feira, às 19h.
Onde? Sala 160, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (Rua Ramiro Barcelos, 2350).
Quanto? a palestra é gratuita e não é necessário inscrição.
Contato: (51) 3359-8846, blog https://gapb.wordpress.com/.